sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

"Os amores são para ser vividos, sonhá-los não basta. São para se consumir, até que morram, talvez, mas sem medo, com ganas, com desejo, com vontade, como se não houvesse amanhã, porque, em abono da verdade, ninguém pode saber se amanhã, (…) ainda cá estaremos, eu, tu, qualquer uma das pessoas que amamos."

5 comentários:

  1. É verdade embora a vida nem sempre nos deixe parar para pensar assim,bjinhos

    ResponderEliminar
  2. So true.
    Já vi este filme umas 20 vezes :) e continuo a adorar.

    ResponderEliminar
  3. Olá! Queria só pedir para visitar o meu blogue e que deixe a sua opinião. Se gostar, partilhe-o pelos seus leitores :)
    http://umbrindeafrustracaodacondicaohumana.blogspot.pt/

    ResponderEliminar